O Que é Polietileno?

Hoje vamos falar de um termo técnico e químico muito utilizado nas indústrias, mas que deixa a maioria das pessoas confusa quando estão em busca de uma embalagem para seus produtos ou quando recebem uma proposta de um vendedor que só utiliza linguagem técnica.

Para evitar possíveis problemas futuros, muitas fábricas utilizam termos técnicos com os seus clientes afim de deixar claro o tipo de produto que estão adquirindo, na indústria de embalagens não é diferente.

Vou termos populares para explicar resumidamente o que é o tal do polietileno.

O Que é Polietileno?

Polietileno é o termo químico para um dos tipos de plástico muito utilizado hoje em dia. A abreviatura utilizada é a PE. Segundo a química ele é o polímero mais mais simples e, devido à sua alta produção mundial, é também o mais barato. O polietileno, nas sacolas plásticas e embalagens flexíveis é encontrado nas propriedades físicas PEAD e PEBD.

Propriedades Físicas

PEBD (em inglês conhecido como LDPE ou PE-LD): Polietileno de Baixa Densidade;

  • Atóxico
  • Flexível
  • Leve
  • Transparente
  • Inerte (ao conteúdo)
  • Impermeável
  • Pouca estabilidade dimensional, mas com processamento fácil
  • Baixo custo

PEAD (em inglês conhecido como HDPE ou PE-HD): Polietileno de Alta Densidade; densidade igual ou maior que 0,941 g/cm³. Tem um baixo nível de ramificações, com alta densidade e altas forças intermoleculares. A produção de um bom PEAD depende da seleção do catalisador. Alguns dos catalisadores modernos incluem os de Ziegler-Natta, cujo desenvolvimento rendeu o Prêmio Nobel

  • Resistente a altas temperaturas;
  • Alta resistência à tensão; compressão; tração;
  • Baixa densidade em comparação com metais e outros materiais;
  • Impermeável;
  • Inerte (ao conteúdo), baixa reatividade;
  • Atóxico
  • Pouca estabilidade dimensional

PELBD (em inglês conhecido como LLDPE): Polietileno linear de baixa densidade;

UHWPE: Polietileno de massa molecular ultra-alta;

PEX: Polietileno com formação de rede.

Quais tipos de produtos são fabricados com o polietileno?

PEBD:

  • Sacolas de todo tipo: supermercados, boutiques, panificação, congelados, industriais, etc.;
  • Embalagem automática de alimentos e produtos industriais: leite, água, plásticos, etc.;
  • Stretch film;
  • Garrafas térmicas e outros produtos térmicos;
  • Frascos: cosméticos, medicamentos e alimentos;
  • Mangueiras para água;

PEAD:

  • Frascos para: detergentes, shampoo, etc;
  • Sacolas para supermercados;
  • Caixotes para peixes, refrigerantes, cervejas;
  • Frascos para pintura, sorvetes, azeites;
  • Tambores;
  • Tubulação para gás, telefonia, água potável, lâminas de drenagem e uso sanitário;
  • Também é usado para recobrir lagoas, canais, fossas de neutralização, contratanques, tanques de água, lagoas artificiais, etc.
Sacola Boca de Palhaço PEAD
Sacola Boca de Palhaço PEAD
Sacola Boca de Palhaço PEBD
Sacola Boca de Palhaço PEBD

Processos até o resultado final

O polietileno passa por diversos processos até chegar ao resultado final de um produto, esses processos variam de acordo com cada produto. Para as sacolas plásticas, sacos e embalagens do tipo é utilizado o processo de extrusão. A cor ou pigmentação do plástico é obtido ao acrescentar pigmento em pó antes do processamento ou utilizando um concentrado de cor do tipo masterbatch.

Meio ambiente

Nos dias atuais onde se fala muito em proteção e cuidado ao meio ambiente, diversas empresas tem trabalhado no desenvolvimento de produtos e soluções ecológicas, com o polietileno não é diferente. Existem diversas alternativas ecológicas para acelerar o processo de degradação do polietileno.

O Brasil foi o primeiro a desenvolver o polietileno verde obtido através da cana-de-açúcar.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *